A  Havas Worldwide realizou uma pesquisa global em 31 países, inclusive o Brasil, Foram ouvidas 10,219 pessoas que foram dividas em duas categorias: os Prosumers, consumidores mais engajados, influentes e céticos em relação à publicidade, e os Mainstream, que seguem um comportamento padrão em relação às marcas.
Eles querem marcas que combinem um propósito social com forte atuação na internet.

Uma coisa comum entre os dois tipos de consumidores é que todos eles acreditam que assim como o governo, as empresas devem colaborar positivamente e transformar a sociedade. A maioria dos Prosumers (87%) e dos consumidores (65%) afirma que a reputação da marca aumenta quando há atuação em comunidades locais por meio de projetos sociais.

Dentro do estudo, são mais bem colocadas marcas que sabem interagir com o consumir na área digital. Dois terços dos Prosumers e metade dos consumidores reconhecem e valorizam as marcas que tem presença nas redes sociais. O que ajuda a construir a reputação e o relacionamento com o público.

Além de dar voz ao público, o engajamento nas redes sociais contribui para a participação nos projetose também os consumidores podem contribuir com uma causa através da empresa.

No cenário digital, a palavra final sobre uma marca está nas mãos dos colaboradores da empresa. A pesquisa mostra que 67% dos Prosumers e 53% dos consumidores afirmam que a opinião desse grupo tem mais credibilidade do que a publicidade ou um veículo de comunicação.

Fonte: ProXXIma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.